sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Mulher: saúde à flor da pele - aspectos psicossociais da menopausa

Após termos falado, na reunião passada, sobre mitos e verdades acerca da terapia de reposição hormonal, tratamos hoje dos aspectos psicossociais envolvidos na menopausa.
Menopausa deriva de duas palavras gregas: "mens" =  mês, e "pausa" = parada. É a fase da vida da mulher em que cessam as menstruações, um processo biológico que será vivenciado de maneiras diferentes, visto que cada mulher tem uma história, uma visão de mundo e está inserida numa sociedade, que possui seus símbolos, crenças e valores.
Tem havido uma tendência em se transformar a menopausa, como fase da vida que é, em uma doença, que precisa ser tratada com hormônios.  Assim, aspectos psicossociais são negligenciados e a mulher não é vista em sua integralidade.
Em nossa cultura ocidental, um dos papéis sociais da mulher é ser atraente e bela. Isso a leva a buscar incessantemente um ideal de perfeição física, baseado na juventude, saúde e beleza. Um modelo extremamente autoritário e absoluto, ao qual a mulher se submete. O envelhecimento torna esse ideal ainda mais distante, o que gera sofrimento.



Na pós-modernidade, a pessoa é o que ela produz e há um certo menosprezo pelo idoso, que é considerado "não mais produtor". Uma visão que é totalmente diferente da visão dos orientais, por exemplo, em que o envelhecimento confere status à pessoa. Provavelmente devido a isso, tememos tanto o envelhecimento. Envelhecer é acabar, é se aproximar do fim, é ser inútil, é ser infértil. É assim que nossa sociedade vê o envelhecimento.
Destacamos na reunião de hoje que beleza é algo relativo e não absoluto. É possível envelhecer e continuar bela. Melhor do que buscar um ideal de beleza, é cuidar de si mesma, amar-se e respeitar-se. Cada ruga é uma marca no corpo que cada vivência produziu. Cada fio de cabelo branco é uma história a ser contada.
Reunir os pedacinhos de um espelho quebrado permitirá à mulher ver-se por inteiro, com toda a beleza que ela é.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget